Contato Podcast Booking Home Programação Notícias

Especial Orgulho LGBTQI+ – Artistas e bandas do cenário underground nacional que você precisa conhecer

hqdefault (1)

Em homenagem ao Orgulho LGBTQI+, vamos te apresentar alguns artistas e bandas do cenário underground nacional que respiram a militância e a representatividade em seus trabalhos durante todos os dias do ano.

Por: Maria Olivia

Midorii Kido

s1588188236062_code20200429194333yxyaeu_editor_result-01

Midorii Kido é Drag Queen há 4 anos, original de Salvador, Bahia. Um pouco mais de um ano atrás começou a focar o seu trabalho Drag no cenário do Rock, onde está inserido desde bem novo. Desde então participa ativamente da cena da região frequentando e fazendo performances de dublagem em bares e festivais.

“Comecei o projeto Deusas do Rock (grupo de drags que performam músicas de Rock em bares de Salvador) com o propósito de chamar a atenção do público LGBT que curte Rock a voltar a frequentar a cena mais ativamente e levar a representatividade LGBT para o cenário do rock, visto que nesses últimos anos a cena tem diminuído bastante.”, Midorii Kido para a Rádio Rock Freeday.

Recentemente, Midorii começou um projeto de Lives no Instagram chamado “Vamos falar de ROCK!”, onde convida pessoas ativas na cena para bater um papo sobre o seus trabalhos. “É bem legal porque a gente movimenta a cena e faz com que outras pessoas conheçam mais o trabalho desses profissionais com outros olhos.”.

“Muitas vezes vejo comentários do tipo “o importante é o som, mas não vejo necessidade de levantar bandeira”, e isso é um preconceito disfarçado, é uma forma de nos silenciar. Porque não podemos falar sobre nossas causas? Sobre nossas conquistas? Sobre nossa vida? A NOSSA música não deveria justamente falar sobre isso? Eu acho que o importante é a gente fazer o que a gente gosta. Críticas vão vir de todos os lados, até do próprio lado LGBT. Não podemos esquecer que nós fazemos parte de uma Cena Alternativa, ou seja, que já não é a ‘padrão’ da sociedade, e fazer parte de uma minoria dentro de uma minoria é ainda mais trabalhoso. A gente tendo foco e amor pelo nosso trabalho não vai ter quem possa nos parar, e quanto mais gente nesse rolê melhor. Precisamos nos fortalecer, porque sempre existimos e resistimos. Vamos com tudo!”

 

Acompanhe Midorii Kido nas redes sociais:

instagram.com/midorii_kido/

Föxx Salema

Föxx Salema

Föxx Salema, pessoa transgênera, cantora e compositora independente de Metal, ativista LGBT+ e progressista de esquerda. Natural de Bragança Paulista, São Paulo, está na ativa no cenário do Metal desde 1996, tendo como principais influências vocais cantores como André Matos, Geoff Tate e Andi Deris.

Desde 2019, Föxx vêm sofrendo não apenas boicote, mas uma perseguição grupal sistemática nas redes sociais de pessoas ligadas à mídia especializada. Haters conseguiram derrubar seu perfil pessoal no Facebook, entre outros atos que envolvem o deboche ao seu trabalho artístico, crimes contra a sua honra (calúnia, injúria e difamação), xingamentos transfóbicos e até ameaças de agressão física.

Apesar das duras críticas, a cantora recebe o apoio de diversas pessoas que a incentivam a resistir e principalmente, transcender essas adversidades que lhes são impostas. “Ainda existem os elogios e mensagens privadas que meu público me envia, e também as conquistas que venho “acumulando” dentro do cenário do Metal. Todos esses fatores acabam me incentivando a continuar na ativa e não me render diante do estigma e da discriminação por ser uma trans.”, Föxx Salema para a Rádio Rock Freeday.

“Eu acredito que apesar dos pesares, houve uma “pequena” melhora; a meu ver, ainda há esperança para a cena. Sigam firmes e fortes! O caminho da arte/música não é nada fácil e no nosso caso, devido ao preconceito, é ainda mais difícil e (muitas vezes) até penoso. Assim, estejam preparadas/preparados e sobretudo: ânimo, garra!”

Ouça Föxx Salema no Spotify: https://open.spotify.com/artist/06EOtnrrNL7gG4lhwP9Jtj?autoplay=true&v=A

Ouça Föxx Salema no Deezer: https://www.deezer.com/br/artist/5570907/radio?autoplay=true

Ouça Föxx Salema no Youtube: https://www.youtube.com/user/FoxxSalema

Acompanhe Föxx Salema nas redes sociais:

instagram.com/foxxsalema/

facebook.com/foxxsalema78/

Banda Messias Empalado

WhatsApp Image 2020-06-28 at 17.37.07

Messias Empalado é uma banda LGBTQI+. Originária do interior de São Paulo, a banda mistura diversas influências e estilos, passando pelo Post Punk, Dark, Goth, Punk industrial, EBM, entre outros, com letras políticas que falam diretamente com a comunidade LGBTQI+. Juntes desde 2016, motivades pelo crescimento do conservadorismo, reacionarismo, fundamentalismo religioso que usa a comunidade como bode expiatório, como exemplo de tudo que existe de pior no mundo.

“Por muitos anos a imagem do fã de metal ou música punk ficou fortemente ligada à essa masculinidade tóxica e ao machismo. Quando nos colocamos abertamente como pessoas LGBTQI+ e afirmamos o nosso lugar nesse cenário musical estamos tomando de volta o lugar que é nosso por direito. Dizem tanto que o rock aceita todes, mas nós sabemos que não é verdade e estamos aqui pra brigar pelo nosso lugar.”, Messias Empalado para a Rádio Rock Freeday.

Em fevereiro de 2020, a banda lançou o seu primeiro álbum intitulado ‘O Evangelho dos Tempos de Ódio’ com 9 faixas puramente de temática anti-religiosa. O álbum está disponível nas plataformas digitais e no Bandcamp.

“É muito comum nos nossos shows, depois da música “Bolsonazi”, que algumas pessoas na plateia puxem o coro de “Ei! Bolsonaro! Vai tomar no cu!” e a gente sempre reforça: não desejamos coisas boas pra quem não merece! Mesmo entre as pessoas que são mais abertas à nossa comunidade é comum que ainda existam alguns resquícios de LGBTfobia. As atitudes precisam mudar, o vocabulário precisa mudar para que acompanhe o pensamento. Não queremos “aceitação”, queremos respeito à nossa existência e a viver e nos expressar do jeito que nos for melhor.”, comenta a banda.

A banda ainda deixa um recado para os seus admiradores e para o público LGBTQI+ da cena. “Existem muitas bandas inteiramente ou com integrantes da comunidade, não precisa ter medo. Procure iguais, ocupem espaços – virtuais agora e físicos depois da pandemia. Se quiserem, se montem, façam drag. Não tenham medo de curtir e ir em shows. O rock nasceu como uma contracultura, como um posicionamento contra o status quo, e o conservadorismo não pode se criar como um câncer entre nós. Saiba que existem muites como você, e quanto mais estivermos juntes, mais conseguiremos nos mostrar, ocupar e resistir!”

Ouça o primeiro álbum da Messias Empalado no Spotify: https://open.spotify.com/album/7v3whd4WcQq4WLQFaR9Gyl

Ouça o primeiro álbum da Messias Empalado no Deezer: https://www.deezer.com/en/album/125341562

Ouça o primeiro álbum da Messias Empalado no Bamdcamp: https://messiasempalado.bandcamp.com/album/o-evangelho-dos-tempos-de-dio

Acompanhe a Messias Empalado nas redes sociais:

instagram.com/messiasempalado/

facebook.com/messiasempalado/

Banda Bioma

Bioma Promo-2091

Bioma é uma banda de Queercore Feminista original de São Pauloa. Formada em 2017 por mulheres LGBTQI+, a banda têm, em maior parte de suas letras, um forte discurso feminista e um posicionamento libertário, anti-racista, anti-LGBTfóbico e anti-CIStêmico.

A banda é formada por Natoka nos vocais, Mayra na guitarra, Júlia no baixo e Letícia na bateria. Em maio de 2020 lançaram seu primeiro full álbum intitulado ‘União e Rebeldia’, disponível nas plataformas digitais.

“Nosso público digital é ainda de maioria masculina, tanto em Instagram quanto em Spotify. No Spotify, 59% dos nossos ouvintes são homens. Nos nossos shows, varia muito de onde e com quem a gente toca, não é como se tivéssemos um “público fidelizado”, porque essa lógica não faz sentido no universo das bandas independentes, a gente muitas vezes participa de eventos com amigas e amigos, e nosso “público” é na real nossos amigos, é uma relação bem mais informal que de “fã”, e quando a gente toca com outras bandas ou em outros rolês, normalmente acabamos fazendo amizades com as outras bandas, inclusive bandas “de meninos”.”, Bioma para a Rádio Rock Freeday.

“Não é sobre as “nossas” oportunidades, a gente quer ver cada vez mais gente tocando, e não necessariamente se preocupa em fazer da gente uma referência. Existe um certo orgulho, claro que a gente não quer ser esquecida, mas não é sobre a construção da nossa “lenda”, é sobre outras pessoas não sofrerem os perrengues que a gente sofreu, igual quem preparou o terreno antes da gente.”

A banda comenta também sobre como o cenário de rock/metal evoluiu e, atualmente, está mais aberto à aceitar artistas e bandas da comunidade LGBTQI+, e deixa um recado para esse público. “O tal do cenário não é composto só pelos mesmo velhos produtores, e até tem alguns deles que são daquelas pessoas genuinamente apaixonadas por música e só querem saber do rolê resistir, e pra isso já abriram mão de clubismo, porque sabem que se não tiver renovação na cena, ela morre. Mas tem LGBTQI+ produzindo evento, fazendo o corre. Não somos só artistas, e esses são espaços para preencher também.”

“Se você quer ter uma banda, ou tem uma banda, tem músicas e quer tocar, mas não sabe aonde começar, tem algum medo, alguma ressalva, não conhece outras pessoas para formar sua banda, entra em contato com as bandas do rolê que você gosta, fala com a gente, fala com o pessoal que é da sua cidade ou região e toca numa banda bacana, que o pessoal provavelmente vai te ajudar. Se você tá afim de participar do rolê mas não quer tocar, tem mil coisas que você pode investigar. Vc pode ser produtor de evento, staff, host, roadie, técnico de som, técnico de palco, você pode ser luthier, você pode fazer a cozinha do evento, fotografar, gravar vídeo, trabalhar com comunicação visual, social media, jornalista. Espero já ter dado uma ideia falando algumas coisas que existem além da banda, porque tem muita oportunidade aí!”.

 

Ouça o primeiro álbum da Bioma no Spotify: https://open.spotify.com/artist/2jwCf8V1i3qW4HtgxOHhOg

Ouça o primeiro álbum da Bioma no Deezer: https://www.deezer.com/en/album/144867752

Ouça o primeiro álbum da Bioma no Bamdcamp: https://biomaqueer.bandcamp.com/album/uni-o-e-rebeldia

Acompanhe a Bioma nas redes sociais:

instagram.com/bioma.queer/

facebook.com/bioma.queer/

Notícias

Postado em 29/06/2020 às 10:23 pm | 351 views



Deixe seu comentário




Notícas mais lidas/Most viewed news



0 Users Online
clique aqui para voltar à página anterior!